Trump demite procurador de NY que não quis renunciar

Nova York, 11 Mar 2017 (AFP) - O promotor de Nova York, Preet Bharara - que estava entre os procuradores federais que pediram demissão à Casa Branca - foi demitido neste sábado, anunciou ele no Twitter.

O governo do presidente dos EUA, Donald Trump, pediu na sexta-feira a demissão de 46 procuradores nomeados durante os dois mandatos de seu antecessor, Barack Obama.

Bharara estava no grupo pediu para sair, mas disse que se encontrou com Trump antes da posse e que o presidente eleito o pediu que permanecesse no cargo.

A demissão do advogado federal fechou um impasse com a administração Trump, que começou quando Bharara recusou a ordem da Casa Branca para se demitir.

"Eu não renunciei. Agora há pouco eu fui demitido", escreveu Bharara neste sábado usando sua recém-criada conta pessoal no Twitter.

"Ser o Procurador dos EUA em SDNY (Distrito Sul de Nova York na sigla em inglês) será para sempre a maior honra da minha vida profissional".

Quando tomam posse, os presidentes muitas vezes pedem a nomeados políticos da gestão anterior que renunciem, mas a natureza abrupta do movimento pegou alguns de surpresa - especialmente por terem sido muitos os convidados à demissão.

Bharara teve destaque depois de supervisionar uma série de casos de corrupção pública e privada. A revista Time elogiou o promotor em sua capa como um homem que está "atingindo Wall Street".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos