Sobe para 40 número de adolescentes mortas em incêndio na Guatemala

Cidade da Guatemala, 12 Mar 2017 (AFP) - Uma das adolescentes feridas no incêndio em um abrigo para menores ocorrido há quatro dias na Guatemala morreu devido às queimaduras, aumentando o número de vítimas fatais para 40, anunciou neste domingo uma fonte oficial.

A assessoria de imprensa do hospital Roosevelt informou que uma menina morreu na UTI, aumentando para 40 o número de mortas em uma das piores tragédias da história em um abrigo estadual para crianças e adolescentes.

O incêndio, cujas causas estão sendo investigadas, ocorreu na ala feminina do Lar Seguro Virgem de Assunção, em San José Pinuala, a 10 km da capital.

O local abriga, por ordem judicial, menores de 18 anos vítimas de violência doméstica, de algum delito ou que foram resgatadas das ruas, entre outras coisas. O centro tem capacidade para 400 menores, mas abriga 800.

Segundo o boletim mais recente, sete das adolescentes feridas estão em estado crítico e cinco foram transferidas para hospitais do Texas e de Houston, nos Estados Unidos, devido à gravidade de suas queimaduras.

No local do incêndio morreram 19 jovens; outras 11, no hospital San Juan de Dios; e 10 mais no Roosevelt, devido às queimaduras. Todas tinham entre 14 e 17 anos.

Neste sábado, centenas de pessoas protestaram em frente à Casa Presidencial e ao Palácio Nacional da Cultura, no centro histórico da Cidade da Guatemala.

Os manifestantes acusaram o governo do presidente Jimmy Morales de negligência por não ter evitado a tragédia.

O abrigo estava no olho do furacão, devido a um longo histórico de abusos sexuais e outros tipos de maus-tratos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos