Londres: referendo separatista da Escócia será 'fator de divisão'

Londres, 13 Mar 2017 (AFP) - O governo britânico não descartou explicitamente nesta segunda-feira conceder a autorização para um novo referendo de independência para a Escócia, mas afirmou que será um "fator de divisão e causará incerteza econômica em um momento ruim".

"Há evidências de que a maioria dos escoceses não quer um referendo", afirmou um porta-voz de Downing Street, em resposta à chefe de governo regional escocês, Nicola Sturgeon.

Sturgeon anunciou nesta segunda que solicitará permissão ao Parlamento regional para convocar um novo referendo de independência do Reino Unido.

"Na semana que vem buscarei a autorização do Parlamento para chegar a um acordo com o governo britânico para este referendo", afirmou.

A ideia de Sturgeon é realizar a consulta entre o outono (do hemisfério norte) de 2018 e a primavera de 2019.

Sturgeon declarou-se descontente porque Londres não está levando em conta as necessidades da Escócia no processo do Brexit.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos