Trump doará salário presidencial a organização escolhida pela imprensa

Em Washington

  • Luis M. Alvarez/ AP

A partir do final deste ano, Donald Trump doará os 400.000 dólares que recebe anualmente por exercer a Presidência dos Estados Unidos a uma organização de caridade, a qual espera escolher com a ajuda da imprensa, disse seu porta-voz nesta segunda-feira (13).

Durante a campanha, Trump ofereceu doar seu salário presidencial. "Fiz uma promessa ao povo americano e quero fazer doação a uma obra de caridade", disse em coletiva de imprensa o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer.

Apesar da forte confrontação quase cotidiana que o mandatário mantém com os grandes meios de comunicação, Spicer indicou que Trump deseja que a imprensa "ajude a determinar para onde irá o dinheiro".

É um modo da Casa Branca evitar "um exame minucioso" da doação, enfatizou Spicer em tom irônico, já que o governo se queixa de a imprensa o submeter a uma verdadeira inquisição.

Donald Trump prometeu em várias ocasiões durante sua campanha que não "ganharia o salário" e tocaria apenas em um dólar, o mínimo legal imposto.

Antes dele, os presidentes Herbert Hoover e John F. Kennedy também doaram seus salários para obras de caridade.

Durante a campanha, Trump foi alvo de acusações sobre a gestão de sua fundação, quando o jornal The Washington Post revelou, em setembro passado, que o milionário utilizou 258.000 dólares de doações para fins pessoais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos