Malásia anuncia expulsão de 50 norte-coreanos

Kuala Lumpur, 14 Mar 2017 (AFP) - A Malásia vai expulsar 50 norte-coreanos com vistos vencidos, em uma provável exceção à medida que proíbe a saída de cidadãos da Coreia do Norte do país, anunciada após o assassinato de Kim Jong-nam, informou o vice-primeiro-ministro malaio, Ahmad Zahid Hamidi.

A morte em fevereiro em Kuala Lumpur do meio-irmão do dirigente norte-coreano Kim Jong-un provocou uma crise diplomática entre Malásia e Coreia do Norte. Cada país proibiu que os cidadãos do outro país abandonem seu território.

Ahmad Zahid Hamidi anunciou, no entanto, que 50 norte-coreanos que trabalham no estado de Sarawak, na ilha de Bornéu, seriam expulsos, apesar da proibição de deixar o território.

"Vamos enviar a Pyongyang os trabalhadores norte-coreanos em Sarawak com vistos que não são mais válidos", declarou, antes de destacar que a expulsão acontecerá "em breve".

Durante muitos anos, os vínculos entre Pyongyang e Kuala Lumpur foram particularmente estreitos, mas a situação mudou drasticamente após o assassinato de Kim Jong-nam em 13 de fevereiro.

jsm-amu/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos