MP convocará ex-presidente da Coreia do Sul a depor como suspeita

Seul, 14 Mar 2017 (AFP) - O Ministério Público da Coreia do Sul vai convocar para prestar depoimento como suspeita a ex-presidente Park Geun-Hye, que teve o impeachment confirmado na semana passada após um escândalo de corrupção, informa a agência Yonhap.

Os promotores decidirão na quarta-feira "quando convocar a presidente Park e informá-la", indicou a agência, que citou uma fonte judicial.

"Será citada como suspeita", completou.

A Corte Constitucional sul-coreana confirmou na sexta-feira passada a destituição de Park pelo escândalo de corrupção e tráfico de influência de sua amiga e confidente Choi Soon-sil, situação que paralisou o governo por vários meses.

Choi está sendo julgada por ter utilizado seu relacionamento com a presidente para obrigar as grandes empresas do país a pagar milhões de dólares a fundações privadas criadas por ela, supostamente em troca de favores.

De acordo com a Corte, Park descumpriu a lei ao permitir a interferência de sua amiga, que não tinha nenhum cargo oficial, nos temas do Estado.

Park, 65 anos, foi afastada do cargo em 9 de dezembro pela Assembleia Nacional, que censurou sua cumplicidade com Choi. Milhões de sul-coreanos saíram às ruas para pedir sua destituição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos