Casa Branca classifica como 'inimigo' quem vaza informações

Washington, 15 Mar 2017 (AFP) - O conselheiro do presidente Donald Trump na área de segurança nacional e antiterrorismo emitiu um aviso severo aos responsáveis pelo vazamento de informações sigilosas, chamando-os de "inimigos dos Estados Unidos".

Thomas Bossert informou que o governo "não terá tolerância" com qualquer indivíduo que esteja vazando informações internas sem razão específica.

"Precisamos identificar as pessoas que fazem isso e fazê-las prestarem conta disso, de forma implacável", declarou ele durante uma conferência sobre segurança no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais em Washington.

"Pessoas que retiraram informações que não deveriam ter sido extraídas, Snowden e outros, são inimigos absolutos do nosso Estado. Ponto. Eles precisam ser capturados, punidos e tratados conforme o que fizeram".

O aviso foi dado diante de um momento em que o governo de Trump vem sendo alvo da divulgação de informações secretas à mídia e à organizações como WikiLeaks.

A mídia americana tem publicado informações confidenciais sobre a interferência russa nas últimas eleições, o que deixa o atual governo mal visto, sugerindo contatos frequentes entre membros do comitê de Trump e Moscou durante e após a campanha presidencial.

Na última semana, o WikiLeaks publicou uma valiosa quantidade de informações secretas da Agência Central de Inteligência, detalhando a forma como eles conseguem hackear aparelhos eletrônicos de uso pessoal.

Bossert também referiu-se à Edward Snowden, um ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional (NSA, que em 2013 divulgou documentos que mostram que a NSA estava coletando dados pessoais de comunicação dos cidadãos americanos.

O alerta também ocorreu um dia após MSNBC ter acesso à declaração de imposto de renda do ano de 2005 do atual presidente Donald Trump.

Bossert complementou que pessoas que trabalham com informações confidenciais, sejam elas do governo americano ou de empresas privadas, têm "total responsabilidade" de delatar qualquer um que eles desconfiem estar vazando ou não tratando devidamente dessas informações secretas.

"Não tenho mais tolerância quanto a isso. Nem o presidente Trump", afirmou.

pmh/oh/bn/

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos