UE não se deixará intimidar por ameaças nas negociações do Brexit

Estrasburgo, França, 15 Mar 2017 (AFP) - O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmou nesta quarta-feira que a União Europeia (UE) não se deixará intimidar pelas ameaças durante as negociações de saída do Reino Unido, em referência a um eventual divórcio sem acordo.

"Um cenário 'sem acordo' seria ruim para todos e especialmente para o Reino Unido", declarou Tusk em um discurso no Parlamento Europeu em Estrasburgo (nordeste da França).

"Não nos deixaremos intimidar pelas ameaças, posso garantir que simplesmente não funcionarão", completou Tusk, antes de criticar a ideia de que uma eventual falta de acordo, considerada como "boa para o Reino Unido e ruim para a UE" ganhe terreno como uma "forma de ameaça".

A primeira-ministra britânica, Theresa May, destacou em janeiro a determinação de seu país de sair da UE ao fim de dois anos de negociações, mesmo na ausência do acordo.

"Embora tenha certeza de que é possível chegar a um acordo positivo, tenho igualmente claro que é melhor para o Reino Unido uma falta de acordo que um mau acordo", disse.

O governo britânico deve notificar oficialmente até o fim de março sua decisão de virar o primeiro país a abandonar a UE em 60 anos de projeto europeu, o que deve abrir a porta para até dois anos de complicadas negociações de divórcio.

bur-tjc.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos