Presidente do Parlamento Europeu condena palavras de Dijsselbloem

Bruxelas, 22 Mar 2017 (AFP) - O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, denunciou nesta quarta-feira à AFP as "inaceitáveis", "racistas e sexistas" palavras do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, que deu a entender em uma entrevista que os países do sul da Europa gastaram dinheiro com "bebida e mulheres".

"Proferir frases racistas e sexistas é um erro (...) É inaceitável, sobretudo quando temos um papel importante a desempenhar. Eu nunca diria uma frase assim", disse o italiano Tajani, depois que alguns políticos do sul da Europa pediram a demissão do ministro holandês.

clp-dk/tjc/mb/cb/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos