Proibição britânica de eletrônicos em voos entrará em vigor em alguns dias

Londres, 22 Mar 2017 (AFP) - A proibição de laptops e tablets nos voos com destino ao Reino Unido a partir de vários países entrará em vigor "nos próximos dias", anunciou a agência britânica de notícias PA, que citou o governo.

As 14 companhias aéreas afetadas foram avisadas imediatamente após a decisão do governo, anunciada na terça-feira, mas as medidas necessárias para colocar a norma em prática exigirão vários dias, de acordo com um porta-voz do governo da primeira-ministra Theresa May.

Procurada pela AFP, Downing Street não confirmou a informação, mas recomendou aos passageiros que entrem em contato com as companhias aéreas para saber se as restrições estão sendo aplicadas.

"Trabalhamos com as companhias aéreas", disse o porta-voz, sem entrar em detalhes.

Uma porta-voz da British Airways, uma das empresas afetadas, não informou quando a medida entrará em vigor e disse que era necessário entrar em contato com o governo.

Londres seguiu os passos do governo dos Estados Unidos na terça-feira e proibiu que os passageiros procedentes de cinco países árabes e da Turquia embarquem com laptops e tablets, pelo temor de atentados.

Com as novas medidas de segurança, os passageiros que voam ao Reino Unido a partir da Turquia, Líbano, Jordânia, Egito, Tunísia e Arábia Saudita não poderão usar nos voos "telefones, computadores e tablets maiores que um telefone celular de tamanho normal".

Os dispositivos deverão ser despachados com a bagagem, segundo o governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos