De tenda para refugiados a simbólico vestido da moda

Dubai, 23 Mar 2017 (AFP) - Uma tenda de campanha que foi o lar temporário de uma família síria em um acampamento de refugiados da ONU na Jordânia encontrou vida nova ao ser reciclada como um vestido que ainda mostra suas marcas e manchas do antigo passado.

"Vestido para nosso tempo" é o nome desta roupa concebida pela estilista Helen Storey, que transformou um toldo descartado do campo de refugiados de Zaatari em um vestido com capuz que foi apresentado no Festival de Glastonbury, na Inglaterra, e em uma conferência em Dubai.

A roupa, que atualmente é exibida na Conferência e Exposição Internacional de Ajuda e Desenvolvimento Humanitário de Dubai, busca mostrar a realidade do cotidiano dos refugiados diante de um público físico e politicamente distante do conflito.

"Estamos usando a moda como um 'Cavalo de Troia' e com ele podemos falar de coisas mais graves (...), de uma crise que envolve a todos", disse Storey, que é professora de Moda e Ciência na Universidade de Artes de Londres.

"Foi muito importante para mim que [a tenda] tivesse uma história e realmente fosse o refúgio de uma família, e acredito que esta narrativa ajudará a dar ressonância à roupa entre as pessoas", acrescentou.

O toldo foi descartado quando o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) começou a instalar barracas no acampamento de Zaatari, na fronteira da Jordânia com a Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos