Avião é consumido pelas chamas após pousar no Peru

Lima, 29 Mar 2017 (AFP) - Um avião da Peruvian Airlines foi destruído completamente por um incêndio logo após realizar um pouco de emergência nesta terça-feira, no aeroporto de Jauja, na zona central do Peru, mas seus 141 passageiros escaparam, informaram as autoridades.

"Graças a Deus nos salvamos, nos saímos bem. O piloto fez um pouso forçado com um impacto muito forte", disse o passageiro Walter Montoya à rádio RPP.

Segundo Mario Pérez, outro passageiro, o incêndio começou no momento do pouso, quando o avião bateu na pista.

"Os 141 passageiros que estavam a bordo foram evacuados por nossa tripulação e não há ninguém machucado seriamente", assinalou a Peruvian Airlines, acrescentando que a "perícia do piloto (...) evitou um acidente maior".

O incêndio começou segundos após o pouso do Boeing, no aeroporto de Jauja, 3.270 metros de altitude.

Imagens da TV peruana mostraram os passageiros fugindo de um avião completamente em chamas.

Segundo a companhia aérea, no momento do pouso o Boeing 737-300 girou para a direita e saiu da pista".

"No momento em que houve o atrito da asa direita (com a pista) se iniciou o incêndio", explicou à RPP o diretor da Aeronáutica Civil do Ministério dos Transportes, Juan Carlos Pavic.

O general José Cueva, chefe policial da região de Junín, explicou à RPP que o avião "sofreu uma falha técnica no trem de pouso por problema no pneu". "Isto obrigou o piloto a fazer um pouso de emergência, no qual derrubou vários postes na pista".

O promotor Ninoska Minaya confirmou "que ocorreu uma falha mecânica, e que não houve qualquer tipo de dano às pessoas".

cm-mav-ljc/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos