Malásia diz que o corpo de Kim Jong-Nam continua em Kuala Lumpur

Kuala Lumpur, 28 Mar 2017 (AFP) - O corpo de Kim Jong-Nam, meio-irmão do líder norte-coreano Kim Jong-Un, não foi reclamado por nenhum parente e continua em Kuala Lumpur seis semanas depois do assassinato, anunciou o ministério da Saúde da Malásia.

Kim Jong-Nam foi envenenado com VX, um agente neurotóxico, no dia 13 de fevereiro no aeroporto da capital malaia.

"Há muitos boatos de que o corpo foi incinerado, mas não faremos isto sem que as partes responsáveis nos apresentem instruções ou sua aprovação", afirmou o ministro da Saúde, S. Subramaniam.

Nos últimos dias se especulou sobre a possibilidade do governo da Malásia devolver o corpo de Kim Jong-Nam a Coreia do Norte, em troca da libertação de nove malaios retidos no país.

Outras informações indicavam que o corpo seria trasladado a Macau, onde Kim Jong-Nam morava com sia família.

Mas Subramaniam informou que "o corpo ainda está no necrotério do hospital de Kuala Lumpur" e explicou que permanecerá no local até que o governo decida o que deve ser feito na ausência de um pedido pelo corpo por parte da família.

A mulher e os filhos de Kim Jong-Nam, que moravam em Macau, estão desaparecidos desde o assassinato. Muitas pessoas temem que seu filho de 21 anos, Kim Han-Sol, tenha virado um alvo do regime norte-coreano e que, por este motivo, estaria escondido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos