Ministro regional alemão acusa Turquia de espionagem "inaceitável"

Berlim, 28 Mar 2017 (AFP) - A vontade "paranoica" da Turquia de espionar na Alemanha os partidários do pregador Fethullah Gülen é "insuportável e inaceitável", afirmou nesta terça-feira o ministro do Interior do estado alemão da Baixa Saxônia.

"A respeito do comportamento das autoridades turcas, devemos dizer muito claramente (...) que se trata de um medo de complô que pode ser chamado de paranoia", disse o ministro Boris Pistorius.

Ele afirmou que Ancara pediu ao governo alemão uma ajuda para espionar 300 pessoas e organizações consideradas próximas ao movimento de Gülen.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos