Bob Dylan finalmente receberá o Prêmio Nobel em Estocolmo

Estocolmo, 29 Mar 2017 (AFP) - O vencedor do Nobel de Literatura de 2016, Bob Dylan, finalmente receberá no próximo fim de semana a medalha e o diploma da Academia Sueca, mas sem oferecer o tradicional discurso de recepção do prêmio.

"A boa notícia é que a Academia Sueca e Bob Dylan concordaram em reunir-se no fim de semana em Estocolmo", escreveu a secretária permanente da Academia, Sara Danius, em seu blog.

O cantor e compositor americano tem shows agendados nos dias 1 e 2 de abril em Estocolmo há vários meses, mas até esta quarta-feira n]ap havia revelado suas intenções a respeito da Academia, que aguardava notícias do artista.

"A reunião será pequena e íntima e nenhum meio de comunicação estará presente, apenas Bob Dylan e membros da Academia, de acordo com os desejos de Dylan", explicou Danius.

Mas ainda ficará pendente o tradicional discurso de recepção, também conhecido como "conferência do Nobel", que todos os vencedores devem apresentar nos seis meses posteriores à cerimônia de entrega do prêmio, neste caso até 10 de junho.

Esta palestra é o único requisito para receber as 8 milhões de coroas (870.000 dólares) que acompanham o prêmio.

Mas este não será o caso de Dylan.

"Não será pronunciado nenhum discurso Nobel. A Academia tem razões para pensar que enviará uma versão gravada posteriormente", explicou Danius.

O autor de "Blowing in the Wind" e "Mr. Tambourine Man" tem uma vida tranquila graças a tudo que conseguiu com mais de meio século de carreira e nunca fala de dinheiro.

O único vencedor que não apresentou a conferência do Nobel foi o francês Jean-Paul Sartre, que recusou o prêmio em 1964. O filósofo, que recusava homenagens e premiações, não recebeu a quantia.

"Às vezes enviam as conferências gravadas, a última delas foi a da vencedora do Nobel Literatura Alice Munro, em 2013", recordou Danius.

A escritora canadense, 82 anos, não viajou à Suécia por seu estado de saúde frágil.

Estocolmo é a primeira escala da turnê europeia de Bob Dylan, de 75 anos, que divulga seu álbum com versões de músicas gravadas por Frank Sinatra.

No dia 10 de dezembro, no tradicional banquete do Nobel na capital sueca, Dylan transmitiu o discurso de agradecimento, lido pela embaixadora americana na Suécia, no qual admitiu a surpresa por ver seu nome ao lado de autores como Rudyard Kipling, Albert Camus ou Ernest Hemingway.

A atitude de Dylan desde o anúncio do prêmio, especialmente sua obstinação em não falar nada a respeito do assunto durante um show em Las Vegas no dia em que a Academia revelou seu nome como vencedor do Nobel de Literatura, confundiu algumas pessoas, mas está em sintonia com seu caráter discreto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos