Ecologistas dos EUA denunciam medidas ambientais de Trump

Washington, 30 Mar 2017 (AFP) - Uma coalizão ecologista americana apresentou na quarta-feira um recurso ante um tribunal de Montana após a decisão do governo de Donald Trump de revisar as políticas de proteção ambiental, segundo documentos consultados pela AFP nesta quinta-feira.

A organização Earthjustice se opõe à suspensão, pelo Departamento do Interior, de uma moratória da exploração mineira no domínio público federal adotada em 2016 pelo governo de Barack Obama, à espera das conclusões de um estudo específico.

Essa medida do governo se enquadra na política ambiental da nova administração republicana, contrária à seguida pelo governo anterior.

O presidente Donald Trump anunciou na terça-feira que revisará o programa "Clean Power Act", adotado pela administração de Obama, que obriga as usinas térmicas a reduzirem suas emissões de CO2.

Trump prometeu, ainda, voltar a impulsionar a indústria do carvão nos Estados Unidos.

A Earthjustice apontou em um comunicado que para lutar contra as mudanças climáticas é essencial reduzir a utilização do carvão.

Em um texto separado, as tribos ameríndias cheyennes de Montana anunciaram que também denunciarão ante a justiça a decisão do Departamento do Interior.

"A tribo será provavelmente a primeira afetada pela resolução de retomar a exploração mineira. Cerca de 426 milhões de toneladas de carvão envolvidas neste programa estão situadas perto da reserva cheyenne, nas minas Decker e Spring, em Montana", apontaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos