Putin considera 'naceitável' acusações sem provas por suposto ataque químico

Moscou, 6 Abr 2017 (AFP) - O presidente russo Vladimir Putin considerou nesta quinta-feira "inaceitável" acusar sem provas o regime sírio de responsabilidade no suposto ataque químico que deixou pelo menos 86 mortos no noroeste da Síria, de acordo com um comunicado do Kremlin.

Em uma conversa telefônica com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, Putin considerou "inaceitável" fazer "acusações não fundamentadas contra qualquer um antes de uma investigação internacional imparcial e minuciosa", afirma o comunicado.

O presidente russo chamou o suposto ataque de "incidente com armas químicas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos