Turquia afirma que primeiras análises do ataque na Síria sugerem exposição à gás sarin

Istambul, 6 Abr 2017 (AFP) - Os elementos recolhidos durante as primeiras análises realizadas com as vítimas do suposto ataque químico na Síria indicam que elas forma expostas a gás sarin, um potente agente neurotóxico, declarou o ministério da Saúde turca.

"Os resultados das primeiras análises realizadas a partir de elementos extraídos dos pacientes indicam que foram expostos a um químico (gás sarin)", indicou o ministério em um comunicado posado em seu site.

A fonte acrescentou que mais de 30 pessoas feridas se encontram hospitalizadas na Turquia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos