Maior fundo soberano do mundo quer limitar salário de diretores

Oslo, 7 Abr 2017 (AFP) - O fundo soberano da Noruega, o maior do mundo, melhorou nesta sexta-feira sua imagem de investidor responsável, pedindo uma limitação aos salário dos diretores e uma transparência fiscal das empresas.

Em cada empresa, o "conselho de administração deveria (...) apresentar um limite para a remuneração total" do diretor-geral "para o ano seguinte", considera o Banco Central norueguês, encarregado de administrar o fundo, em um novo "documento de posição".

Em um momento em os grandes salários aumentam, essa posição é especialmente importante porque o fundo está presente no capital de aproximadamente 9.000 empresas no mundo todo, representando 1,3% da capitalização global.

phy/hh/lch/bc/me/cc

GOLDMAN SACHS GROUP

APPLE INC.

BOMBARDIER

ALSTOM

J.P. MORGAN CHASE & CO

BP

RENAULT

STARBUCKS

VOLKSWAGEN

FIAT CHRYSLER AUTOMOBILES

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos