Promotoria venezuelana abre investigação por morte de jovem em protesto

Caracas, 7 Abr 2017 (AFP) - A Promotoria venezuelana assumiu a investigação da morte de um jovem de 19 anos na quinta-feira, depois que foi atingido por um tiro no peito, durante um protesto contra o governo do presidente Nicolás Maduro.

Dois promotores foram designados para coordenar a perícia com a polícia judicial "com o objetivo de determinar as responsabilidades penais correspondentes", segundo um comunicado.

A "informação preliminar" do Ministério Público e de que "a vítima estava na manifestação (em Carrizal, nas proximidades da capital), quando funcionários da Guarda Nacional e da Polícia Nacional se aproximaram do local".

"Durante a situação, Ortiz Bustamante recebeu um tiro que provocou sua morte", afirma o texto, sem revelar mais detalhes.

A oposição, que denunciou a repressão a suas manifestações, condenou o ocorrido. O ex-candidato À presidência Henrique Capriles, governador de Miranda, responsabilizou o ministro da Justiça, Néstor Reverolm por ordenar a repressão "sem se importar com vidas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos