Chefes de exército russo e iraniano querem 'continuar o combate'

Teerã, 8 Abr 2017 (AFP) - Os chefes dos exércitos russo e iraniano conversaram neste sábado por telefone sobre os ataques americanos na Síria, e expressaram seu desejo de continuar a luta contra os terroristas e seus apoiadores, informaram meios de comunicação iranianos.

O general Mohammad Bagheri e o general Valery Gerasimov "condenaram a operação americana contra uma base aérea síria", classificando-a de "agressão contra um país independente", indicou a agência oficial Irna.

Os ataques americanos "buscam reduzir as vitórias do exército sírio e seus aliados e fortalecer os grupos terroristas", afirmaram em um comunicado.

Os dois líderes militares manifestaram sua vontade de continuar com sua cooperação militar em apoio ao presidente Bashar al-Assad "até a derrota total de terroristas e de seus apoiadores".

Irã e Rússia são os aliados mais próximos do regime sírio e classificam todos os seus adversários como "terroristas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos