Ex-presidente paraguaio Fernando Lugo lidera comício pela reeleição

Asunción, 8 Abr 2017 (AFP) - O ex-presidente de esquerda do Paraguai Fernando Lugo (2008-2012) liderou neste sábado (8) um comício a favor de uma alteração na Constituição para incluir a reeleição presidencial em 2018, em meio a protestos da oposição, que rejeita a proposta modificação.

"Àqueles que querem atirar ovos em nós, vamos orar em resposta a seu veneno", disse Lugo a 2.500 seguidores em um prédio privado na cidade de Coronel Ociedo, 150 km ao leste da capital.

Simpatizantes do Partido Liberal, o principal da oposição, ameaçaram jogar ovos e tomates no ex-bispo católico e em seus partidários, em repúdio a sua postura de aliado do presidente do Paraguai, o empresário Horacio cartes. O local do comício foi cautelosamente vigiado pela Polícia.

Na sexta-feira, 31 de março, os opositores liberais, que consideram uma violação à Constituição a pretensão de cartistas e luguistas de modificar a Carta Magna por meio de uma emenda aprovada pelo Congresso, marcharam em direção à sede do Legislativo.

No protesto, a multidão ateou fogo ao prédio, deflagrando focos de incêndio, e janelas foram quebradas. Na sequência, a polícia invadiu o local, e um membro do Batalhão de Choque disparou, atingindo o ativista Rodrigo Quintana, 25 anos, que faleceu.

Foram detidas 215 pessoas, e pelo menos 30 pessoas ficaram feridas durante o ato de sexta-feira e sábado.

Cartes convocou seus rivais políticos para uma reunião, os quais, por sua vez, condicionaram seu comparecimento à retirada do projeto de emenda proposto pelo presidente. Tanto Cartes quanto Lugo pretendem estar participar das eleições gerais previstas para abril de 2018.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos