Ataque dos EUA destruiu 20% de aviões ativos na Síria

Washington, 11 Abr 2017 (AFP) - O ataque com mísseis que os Estados Unidos realizaram na semana passada contra uma base aérea da Síria destruiu aproximadamente 20% do poderio aéreo do governo de Bashar al Assad, assegurou nesta segunda-feira o secretário americano da Defesa, Jim Mattis.

"A avaliação do departamento de Defesa é que o ataque deixou como resultado danos ou a destruição de depósitos de munição e combustíveis, capacidade de defesa aérea e 20% de todos os aviões sírios operacionais", expressou Mattis em uma nota.

De acordo com Mattis, o governo da Síria perdeu a capacidade de abastecer ou restabelecer o armamento na base aérea de Shayrat. Inclusive, as pistas de pouso ficaram inutilizadas.

Mattis definiu o ataque como uma "resposta na medida" contra o suposto uso de armas químicas.

A Casa Branca advertiu nesta segunda-feira que poderá voltar a agir em represália caso sejam registrados mais ataques com armas químicas ou bombas de barril na Síria.

"Se jogarem gás em um bebê ou lançarem uma bomba de barril contra gente inocente, haverá uma resposta deste presidente", garantiu Sean Spicer, porta-voz de Donald Trump.

Segundo os americanos, a base aérea de Shayrat foi usada para executar o ataque com gás sarin contra o reduto rebelde de Khan Sheikhun, que deixou quase uma centena de mortos.

Essa é a primeira vez que a Casa Branca faz referência às bombas de barril, um tipo de artefato explosivo que não tem direção e que por isso costuma provocar um grande número de vítimas.

Assad nega que seu Exército use este tipo de arma.

O governo americano voltou a insistir na necessidade de que o presidente sírio renuncie para que o país supere a guerra civil que começou em 2011.

"Não se pode imaginar uma Síria estável e pacífica com Assad no poder", ressaltou Spicer.

wat-lby/jm/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos