Secretário-geral da OEA pede 'governo legítimo' na Venezuela

Brasília, 10 Abr 2017 (AFP) - A crise da Venezuela será resolvida apenas com um governo legítimo - afirmou o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, nesta segunda-feira, em Brasília.

"Por uma razão de estabilidade regional, a Venezuela precisa de um governo legítimo", afirmou o diplomata, depois de se reunir com o ministro brasileiro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, que disse compartilhar a visão de Almagro sobre o cenário atual no país caribenho.

Almagro reivindicou a organização de um calendário eleitoral, uma linha que vem defendendo desde o agravamento da situação na Venezuela, país afetado, segundo ele, "por uma crise econômica, social, política, cultural, como praticamente nunca se viu antes".

"O país deve ser redemocratizado (...) A única saída de uma crise institucional e política é com eleições", insistiu.

Já o ministro Aloysio Nunes declarou que são os governantes que devem encontrar os caminhos para deter o que chamou de "uma grave deterioração das condições de vida do país".

"Eles são os principais responsáveis por reverter esse rumo. E o Brasil apoia um diálogo político nacional, que seja inclusivo, leal, eficaz e que garanta o restabelecimento da democracia, a separação de Poderes e o Estado de direito", afirmou Nunes.

No domingo (9), o presidente Nicolás Maduro, que foi eleito em 2013 após a morte de Chávez, disse que espera "ansioso" a convocação para as eleições estaduais. Esse pleito seria realizado em 2016, mas foi adiado para este ano e ainda não teve sua data confirmada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos