Suécia respeita um minuto de silêncio por vítimas de atentado

Estocolmo, 10 Abr 2017 (AFP) - A Suécia observou nesta segunda-feira um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado com um caminhão que deixou quatro mortos em Estocolmo na sexta-feira, um ataque que foi cometido, segundo a polícia, por um uzbeque que demonstrava "simpatias" jihadistas.

Ao meio-dia desta segunda-feira (7H00 de Brasília), uma cerimônia solene foi organizada na prefeitura de Estocolmo, na presença de membros da família real, do governo, do Parlamento e do corpo diplomático.

Sob chuva, o rei Carl XVI Gustaf, a rainha Silvia e boa parte da família real, assim como o primeiro-ministro Stefan Lövfen, permaneceram em silêncio. Homenagens similares foram organizadas em todo o país e na capital vários suecos se aproximaram do local da tragédia.

"Nós nunca vamos ceder à violência. Nunca deixaremos o terrorismo prevalecer", declarou prefeita de Estocolmo, Karin Wanngård, após o minuto de silêncio.

"Estocolmo vai continuar como uma cidade aberta e tolerante", completou.

No domingo, entre 20.000 e 50.000 pessoas se reuniram perto do local do atentado em uma "manifestação" pelo amor organizada no Facebook para demonstrar o repúdio ao terrorismo.

bur-gab/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos