Lasso formaliza pedido de recontagem de votos no Equador

Quito, 13 Abr 2017 (AFP) - O opositor equatoriano Guillermo Lasso, derrotado em 2 de abril nas urnas, apresentou nesta quarta-feira ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) um "recurso de objeção", no qual reivindica a recontagem de "100% dos votos".

"Apresentamos um recurso de objeção ao CNE. Nós pedimos o que o povo equatoriano pede. A recontagem manual voto a voto de cada uma das mais de 41 mil juntas eleitorais, ou seja, de 100% dos votos dos equatorianos", anunciou Lasso, um ex-banqueiro, em entrevista coletiva em Quito.

Agora, o CNE tem um prazo de 48 horas para se pronunciar. Caso não concorde, o partido de Lasso, a aliança CREO-SUMA, ainda pode apresentar um recurso de impugnação dos resultados.

Em paralelo, pode apelar do resultado no Tribunal Contencioso Eleitoral, que deverá se pronunciar em até cinco dias.

"Esperamos que respondam. Se dizem que ganharam, não deveriam ter medo de contar voto a voto em 100% das urnas. Mas vamos ver o que respondem", afirmou Lasso, derrotado pelo candidato governista Lenín Moreno no segundo turno eleitoral, por 51,15% a 48,85%.

Lasso voltou a classificar as eleições de "fraudulentas", denunciando todo tipo de irregularidade, entre elas "um apagão" no site do CNE que exibia a contagem em tempo real.

Depois do anúncio, Lasso se somou a uma concentração de milhares de simpatizantes em uma praça no norte da capital.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos