Ex-chefe de escolta de Pinochet é preso no Chile

Santiago, 13 Abr 2017 (AFP) - A justiça chilena ordenou nesta quinta-feira a prisão do coronel da reserva Cristián Labbé, que foi chefe da escolta do ex-ditador Augusto Pinochet, para ser processado por torturas a presos políticos, informou o Poder Judicial do país.

Labbé, que foi prefeiro eleito democraticamente após o retorno da democracia, estava em liberdade sob fiança desde dezembro do ano passado, depois de ser preso sob a acusação de sequestro e tortura de um sindicalista em 1975.

O militar enfrenta um processo "como autor dos delitos de aplicação de tortura a: Harry Edward Cohen Vera, Jaime Rozas González, Bernardo Santibáñez Álvarez e de Juan Horacio Rosales Quintana. Ilícito perpetrado na cidade de Panguipulli (sul do Chile), no mês de novembro de 1973", dois meses após o golpe militar, informa o documento divulgado pelo Poder Judicial.

A detenção de Labbé foi ordenada "porque sua liberdade constitui um perigo para a segurança da sociedade", acrescenta o documento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos