Japão diz que Coreia do Norte pode ser capaz de lançar ogivas com gás sarin

Tóquio, 13 Abr 2017 (AFP) - A Coreia do Norte poderia ter a capacidade de lançar um míssil com gás sarin, altamente tóxico, afirmou nesta quinta-feira o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, em um comunicado divulgado pela imprensa japonesa.

"É possível que a Coreia do Norte já seja capaz de lançar uma ogiva com (gás) sarin", declarou Abe a uma comissão de defesa e diplomacia do Parlamento, segundo a emissora pública NHK e os principais jornais do país.

Abe não informou a fonte desta informação, de acordo com a imprensa.

O porta-voz do governo, Yoshihide Suga, questionado sobre o assunto em uma coletiva de imprensa, comentou as declarações do chefe de governo.

"Referindo-se à situação da Síria, o nosso primeiro-ministro admitiu que não podemos descartar a possibilidade de que a Coreia do Norte possa equipar (um míssil) com armas químicas", disse ele. "É provável que a Coreia do Norte mantenha vários locais de produção de armas químicas e já possua um número considerável", acrescentou.

Cientistas britânicos que analisaram amostras do local de um suposto ataque químico na Síria descartaram o uso de sarin ou qualquer agente neurotóxico semelhante, afirmou na quarta-feira o embaixador do Reino Unido na ONU.

Em 4 de abril, houve um suposto ataque químico na cidade rebelde de Khan Sheikhun, no noroeste da Síria, matando 87 civis, incluindo dezenas de crianças.

Os insurgentes e os países ocidentais, especialmente os Estados Unidos, culparam o regime de Bashar Al-Assad, que nega qualquer envolvimento, assim como sua aliada Rússia.

kh-uh/pt/jvb/age/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos