Manifestação no Golã ocupado para celebrar independência da Síria

Massaadeh, 17 Abr 2017 (AFP) - Centenas de sírios se manifestaram nesta segunda-feira nas colinas de Golã, território ocupado por Israel por ocasião do 71º aniversário da independência da Síria, entoando lemas contra o Estado hebreu e portando retratos do presidente sírio Bashar al Assad, constatou um fotógrafo da AFP.

"Deus protege a Síria" e "Abaixo a ocupação", gritavam os manifestantes no povoado de Massaadeh, que comemora todo dia 17 de abril a saída do último soldado francês do território da Síria, em 1946.

Nas colinas do Golã sírio, que Israel ocupa desde 1967 e da qual o Estado hebreu anexou 1.200 km2, o conflicto que devasta a Síria há seis anos também provoca divisões. A oposição ao presidente Assad negou-se a participar por causa da presença de seus retratos.

Contudo, tanto opositores como partidários do regime concordam em um ponto: sua oposição à ocupação israelense.

"Continuamos sentindo apego por nossa identidade síria e apoiamos a resistência nacional", afirmou Nasser Ibrahim, um dos organizadores do movimento.

"Com a crise síria, Israel multiplicou as medidas no Golã", denunciou, por sua parte, Ayman Abu Jabal, opositor a Bashar al Assad, citando as modificaçõe no programa educacional das escolas locais.

A comunidade internacional não reconhece a anexação de Golã e considera o território como sendo sírio.

jm-mab/sbh/nbz/jvb/es/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos