Israel: palestinos pedem à Cruz Vermelha para mediar greve de fome de presos

Nações Unidas, Estados Unidos, 20 Abr 2017 (AFP) - O enviado palestino nas Nações Unidas pediu nesta quinta-feira ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) que intervenha para por fim à crise causada pela greve de fome de 1.500 presos palestinos em Israel.

Perante o Conselho de Segurança da ONU, o embaixador palestino Riyad Mansour indicou que o CICV pode desempenhar um papel de facilitador para impedir as "consequências perigosas de uma deterioração desta situação".

Os presos palestinos, organizados pelo popular líder Marwan Barghouti, iniciaram na segunda-feira uma greve de fome para protestar contra as condições de detenção e na demanda de uma atenção de saúde melhor e acesso à comunicação telefônica.

Várias dezenas de manifestantes palestinos se enfrentaram nesta quinta-feira com a força pública de Israel nos arredores da prisão, ao norte de Jerusalém, onde os detidos fazem uma greve de fome.

Os presos palestinos fizeram outros protestos similares, mas nunca nesta escala.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos