TPI emite mandado de captura contra ex-chefe de segurança de Kadhafi

Haia, 24 Abr 2017 (AFP) - O Tribunal Penal Internacional (TPI) divulgou um mandado de prisão contra o ex-chefe de segurança do falecido líder líbio Muammar Kadhafi, nesta segunda-feira (24), acusando-o de crimes de guerra cometidos em 2011.

Este mandado, que data de 2013 mas havia sido arquivado, acusa Mohamed Khaled al-Tuhami de crimes de guerra e contra a humanidade cometidos entre fevereiro e agosto de 2011, com o objetivo de "esmagar, por qualquer meio, a oposição política ao regime de Kadhafi".

Naqueles meses, o governo de Kadhafi reprimiu duramente uma revolta na Líbia. Então chefe do Órgão de Segurança Interna, Al-Tuhami era encarregado de "executar as ordens" do líder líbio, indicou o tribunal.

As pessoas presas em diferentes presídios da Líbia "sofriam várias formas de maus-tratos, como surras, eletrochoques, atos de violência sexual", acrescentou.

Em um comunicado, o TPI justificou sua decisão de tornar a ordem de prisão pública, porque "pode facilitar a detenção e a entrega (do acusado), já que todos os Estados saberão de sua existência".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos