Le Pen e Macron em homenagem a policial morto em Paris

Paris, 25 Abr 2017 (AFP) - Os dois candidatos à presidência da França, o centrista Emmanuel Macron e a candidata de extrema-direita Marine Le Pen, participam nesta terça-feira de uma homenagem ao policial morto na semana passada em um atentado na avenida Champs Elysées de Paris.

O presidente socialista François Hollande convidou os dois para uma cerimônia na sede da polícia de Paris, uma homenagem a Xavier Jugelé, que na quinta-feira passada se tornou a vítima de número 239 da onda de atentados jihadistas que afeta a França desde o início de 2015.

Karim Cheurfi, autor do ataque reivindicado pelo grupo Estado Islâmico, matou o policial com dois tiros na cabeça na famosa avenida comercial no centro de Paris. Também feriu dois policiais e uma turista alemã, antes de ser morto.

Os dois candidatos, que disputarão o segundo turno em 7 de maio, têm visões completamente diferentes sobre como proteger a França dos ataques extremista.

Marine Le Pen exige o retorno das fronteiras nacionais e a expulsão de todos os estrangeiros que aparecem na lista de vigilância terrorista.

Emmanuel Macron, que aos 39 anos é o favorito para se tornar o presidente mais jovem da história da França, pediu aos eleitores que não cedam ao medo. Ele prometeu intensificar a cooperação na área de segurança com os países da União Europeia.

As pesquisas indicam que Macron, que recebeu 24% dos votos no primeiro turno, deve superar Le Pen por ampla margem no segundo turno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos