Confronto em prisão venezuelana termina com 12 mortos (oficial)

Caracas, 26 Abr 2017 (AFP) - Um confronto entre grupos rivais em uma prisão da Venezuela terminou com um balanço de 12 mortos e 11 feridos, informou o governo nesta quarta-feira.

"Há doze mortos e onze feridos. Nove morreram por tiros", declarou à AFP um porta-voz do ministério dos Assuntos Penitenciários.

O incidente aconteceu na prisão José Antonio Anzoátegui, em Barcelona, 245 km a leste de Caracas.

"É uma penitenciária que passa por um processo de transição do velho esquema penitenciário, ainda há armas e há presos que se opõem a esta transição, que se rebelaram", indicou a fonte, que pediu para não se identificar.

A prisão, também conhecida como Puente Ayala, foi uma das mais violentas na Venezuela em 2016, segundo a ONG Observatório Venezuelano das Prisões, que registrou 14 mortos neste ano.

"Uma investigação está em andamento. Serão apresentados nesta quarta-feira à justiça os responsáveis", informou o porta-voz do ministério.

O Observatório contabilizou a população carcerária da Venezuela em 2016 em 54.738 detendo, enquanto outra ONG, Uma Janela para a Liberdade, estima que o número chega a 88.000, com 33.000 em condições precárias. Não há números oficiais de presos.

O ministério do Serviço Penitenciário prevê um programa de reforma e humanização das prisões para, entre outras coisas, desarmar os detentos.

avs-jt/cd/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos