Ministro japonês da Reconstrução se demite após comentários polêmicos

Tóquio, 26 Abr 2017 (AFP) - O ministro japonês da Reconstrução, Masahiro Imamura, apresentou nesta quarta-feira sua demissão, após a polêmica gerada em torno de suas declarações sobre as consequências do tsunami de 2011.

Na terça-feira, em um evento com dirigentes do Partido Liberal-Democrata (PLD), Imamura declarou sobre os danos provocados pelo tsunami que deixou mais de 19.500 mortos e provocou o acidente nuclear de Fukuyima: "Ainda bem que ocorreu na região de Tohoku (nordeste), porque os danos seriam enormes caso tivesse acontecido mais próximo da capital".

A utilização do termo "ainda bem" para um drama que colocou em risco toda uma região e seus habitantes foi considerada imprópria.

O ministro tentou corrigir sua declaração, enquanto o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, a qualificava de "extremamente imprópria".

Após apresentar suas desculpas, Imamura anunciou sua renúncia na manhã desta quarta-feira.

bur-kap/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos