Dois policiais feridos em ilha francesa por homem suspeito de radicalização

Saint-Denis de la Reunion, 27 Abr 2017 (AFP) - Um homem suspeito de radicalização abriu fogo nesta quinta-feira na ilha francesa de Reunião e deixou dois policiais feridos, durante uma tentativa de detenção, anunciaram as autoridades desta ilha do Oceano Índico.

"O homem resistiu à detenção e atirou com um fuzil contra as forças de segurança", anunciou a prefeitura.

As autoridades informaram que o atirador, um homem com idade por volta de 20 anos que se converteu ao islã, foi detido.

As autoridades da ilha Reunião desmantelaram em junho de 2015 uma rede jihadista, a primeira no arquipélago. O grupo era dirigido por um suposto pregador salafista de 21 anos conhecido como "o egípcio", que foi detido e transferido para uma penitenciária de Paris.

As autoridades acreditam que uma centena de suspeitos de radicalização vivem na ilha francesa.

mah-mat/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos