Blair diz que voltará à política do Reino Unido para lutar contra o Brexit

Londres, 1 Mai 2017 (AFP) - O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair declarou nesta segunda-feira ao jornal Daily Mirror que voltará à cena política do Reino Unido para lutar contra o Brexit, para o qual não hesita em "sujar as mãos".

Blair, que liderou o Partido Trabalhista de 1994 a 2007, não se apresentará às eleições gerais de 8 de junho.

No entanto, disse que deseja contribuir para o debate sobre as políticas no momento de deixar a União Europeia.

Blair, de 63 anos, que foi primeiro-ministro durante uma década, começando em 1997, e cujo legado foi marcado pela guerra no Iraque, disse que sabe que enfrentará duras críticas.

Mas ele, um defensor do euro convencido, ressaltou que deseja "sujar as mãos" e voltar à luta.

"Este assunto do Brexit me deu motivação para me envolver mais na política", disse ao jornal Daily Mirror.

"É preciso sujar as mãos e vou fazer isso", afirmou.

"Sei que, a partir do momento em que colocar a cabeça para fora da porta, receberei uma onda de críticas, mas realmente este é um tema que me importa", explicou.

Blair explicou que não quer ter a sensação de que deixou passar um momento chave.

"Não quero estar em uma situação na qual uma pessoa deixa um momento na história passar sem dizer nada porque isso significaria que não me importo com o país. E isso não é verdade", indicou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos