Forças de ordem impedem avanço de protesto opositor na Venezuela

Caracas, 1 Mai 2017 (AFP) - Militares e policiais venezuelanos impediam nesta segunda-feira o avanço de marchas opositoras rumo ao centro de Caracas, dispersando os manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo, segundo jornalistas da AFP no local.

Os incidentes ocorreram em El Paraiso (oeste), onde cerca de 300 pessoas tentaram ultrapassar um cordão de segurança para protestar diante da sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), no centro, e em Santa Monica (centro-oeste).

Membros da Guarda Nacional e da polícia lançaram bombas de gás lacrimogêneo, provocando o recuo dos manifestantes e evitando que chegassem ao centro, onde centenas de chavistas se manifestavam em apoio ao presidente Nicolás Maduro e por ocasião do Dia do Trabalhador.

Em El Paraíso, um grupo de jovens permaneceu perto da barreira militar, alguns encapuzados lançando pedras e os artefatos de volta.

"Liberdade Liberdade!", gritou a multidão após a reação da Guarda Nacional, enquanto nos edifícios vizinhos as pessoas batiam panelas.

A oposição venezuelana completa nesta segunda-feira um mês de protestos para exigir eleições gerais, incluindo uma antecipação das eleições previstas para 2018, ao culpar Maduro pela grave crise política e econômica que atinge o país.

erc-axm/mis/nn/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos