Renzi é reeleito à frente do Partido Democrata italiano com 70,01% dos votos

Roma, 1 Mai 2017 (AFP) - O ex-primeiro-ministro italiano Matteo Renzi foi reeleito como líder do Partido Democrata (PD, centro-esquerda) com 70,01% dos votos em eleições que mobilizaram 1,8 milhão de eleitores, segundo os resultados definitivos publicados nesta segunda-feira.

No total, 1.848.658 pessoas participaram da votação no domingo, de acordo com o PD. Muito menos que as 2,8 milhões mobilizadas nas primárias de 2013 e as mais de 3 milhões que votaram em eleições anteriores, mas muito mais do que o esperado.

Os dois rivais de Renzi, Andrea Orlando, atual ministro da Justiça, e Michele Emiliano, governador da região de Apúlia (sul), considerados mais à esquerda, obtiveram, respectivamente, 19,5% e 10,49% dos votos.

"É uma responsabilidade extraordinária, obrigado de todo o coração a esta comunidade de mulheres e homens que acreditam na Itália. Adiante juntos!", disse Renzi na noite de domingo.

Matteo Renzi, de 42 anos, renunciou em dezembro ao seu posto como chefe do governo após o fracasso do referendo constitucional, antes de sair no final de fevereiro da direção do PD, em busca de uma nova legitimidade diante da rejeição da ala esquerdista de seu partido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos