Erdogan diz que Turquia dirá 'adeus' à UE se negociações não avançarem

Ancara, 2 Mai 2017 (AFP) - A Turquia dirá "adeus" à União Europeia (UE) caso esta não abra novos capítulos de negociação para a adesão de Ancara ao bloco, declarou nesta terça-feira o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

"Vocês não têm outra opção se não abrir os capítulos que não foram abertos", ameaçou Erdogan durante um discurso em Ancara. "Se abrirem, muito bem. Em caso contrário, adeus!", ressaltou.

Nesta terça-feira, o presidente turco voltou a integrar o partido islâmico conservador no poder, quase três anos após abandoná-lo, em aplicação da primeira parte da reforma constitucional aprovada no referendo de 16 de abril.

Erdogan, que precisou renunciar a sua militância no Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) ao ser eleito à presidência em 2014, assinou um documento que oficializa seu retorno em uma cerimônia na sede do partido, constatou um fotógrafo da AFP.

O AKP realizará em 21 de maio um congresso extraordinário em que nomeará Erdogan como seu novo líder, segundo indicou o primeiro-ministro Binali Yildirim, atual dirigente do partido.

gkg-lsb/age/ra/mr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos