Estudante britânico é declarado culpado de colocar bomba no metrô de Londres

Londres, 3 Mai 2017 (AFP) - Um estudante universitário britânico de 20 anos foi declarado nesta quarta-feira culpado de colocar uma bomba no metrô de Londres e enfrenta uma longa pena de prisão.

Damon Smith construiu o artefato seguindo as instruções de um artigo da Al-Qaeda intitulado "Faça uma bomba na cozinha da sua mãe" e o deixou em uma mochila em um vagão do metrô da capital no dia 20 de outubro do ano passado, mas os passageiros perceberam e alertaram o condutor do trem.

Eles acreditaram inicialmente que era um objeto perdido, mas ao ver alguns cabos para fora da mochila alertaram as autoridades.

O jovem foi captado pelas câmeras de segurança saindo do trem e deixando atrás de si o artefato, que continha explosivos e estilhaços.

Smith se declarou culpado apenas da ameaça falsa de bomba, e embora seu advogado tenha afirmado que não é um "jihadista cheio de ódio", um tribunal de Londres o declarou culpado do crime mais grave, posse de explosivos com a intenção de utilizá-los. No dia 26 de maio sua pena será divulgada.

Durante o julgamento, sua defesa apresentou um relatório afirmando que sofre uma forma de autismo.

Sue Hemming, da procuradoria do Estado, disse em um comunicado que os atos de Smith "foram incrivelmente perigosos, e suas consequências, se o artefato tivesse funcionado, difíceis de imaginar".

"Embora tenha afirmado que era uma brincadeira, a bomba deixada no trem estava claramente projetada para provocar ferimentos terríveis", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos