Maduro entrega ao poder eleitoral decreto de Constituinte na Venezuela

Caracas, 3 Mai 2017 (AFP) - O presidente venezuelano Nicolás Maduro entregou nesta quarta-feira ao poder eleitoral o decreto de convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, que a oposição considera uma "fraude constitucional" para evitar eleições antecipadas.

"Convoco uma Assembleia Nacional Constituinte cidadã e de profunda participação popular para que nosso povo, como depositário do poder constituinte originário, com sua voz possa decidir o destino da pátria", afirmou Maduro, acompanhado da presidente do Conselho Nacional Eleitoral, Tibisay Lucena.

O presidente socialista assegurou que a escolha dos membros da assembleia ocorrerá "livremente através do voto universal e secreto nas próximas semanas".

"Os integrantes da Assembleia Nacional Constituinte serão eleito nos âmbitos setoriais e territoriais sob reitoria do CNE (...) com o interesse supremo de preservar e aprofundar valores constitucionais de liberdade, igualdade, justica", assinala um dos artigos do decreto de convocação.

No mesmo ato, a chefe do órgão eleitoral - acusada de servir ao governo - manifestou que o processo de Constituinte "levará à paz do país, que todos merecemos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos