Macron quer convencer Trump a permanecer no acordo climático

Paris, 6 Mai 2017 (AFP) - O favorito nas eleições presidenciais francesas, Emmanuel Macron, disse nesta sexta-feira que se vencer fará "tudo" o possível para que o presidente Donald Trump mantenha os Estados Unidos no acordo global sobre o clima.

"Farei tudo o possível para que permaneça", declarou o candidato de centro, entrevistado pelo site de notícias Mediapart antes do segundo turno na França, no próximo domingo, no qual enfrentará a líder de extrema direita Marine Le Pen.

"Será um dos três principais temas de discussão: nossa segurança coletiva, o clima e temas econômicos", declarou Macron, que se for eleito se reunirá com Trump na Cúpula da Otan prevista para 25 de maio, em Bruxelas, e na Cúpula do G7 na Itália, em 26 e 27 de maio.

"Se decidir abandonar este caminho, assumirá uma responsabilidade maior diante do planeta e diante de seu povo", declarou Macron sobre Trump.

Para convencer o presidente americano, Macron espera o apoio da China, cujo presidente Xi Jinping "integrou totalmente a mutação do modelo chinês".

Sobre a França, Macron reafirmou seu desejo de respeitar os objetivos da lei de transição energética (50% de eletricidade de origem nuclear em 2025). "Quero que seja uma realidade".

Para atingir esta meta, se comprometeu a lançar "todos os apelos à licitação de (energias) renováveis desde o início do quinquênio" para "industrializar a produção" de energia eólica, terrestre, solar e hidráulica quando apresentarem custos "competitivos".

Macron também prevê manter as licitações e a pesquisa nos campos da energia eólica marinha e de marés, mesmo que não sejam rentáveis atualmente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos