Paquistão afirma que matou 50 militares afegãos na fronteira

Quetta, Paquistão, 7 Mai 2017 (AFP) - O exército paquistanês afirmou neste domingo que matou 50 soldados afegãos em confrontos na fronteira entre os dois países.

"Lamentamos informar que cinco postos de fronteira afegãos foram completamente destruídos, mais de 50 de seus soldados foram mortos e uma centena ficaram feridos", declarou o general Nadim Ahmad, chefe dos guardas de fronteira do Paquistão.

"Lamentamos suas perdas, mas tivemos que responder", acrescentou, indicando que dois guardas de fronteira foram mortos e nove ficaram feridos entre as forças paquistanesas.

O Afeganistão negou essas perdas, alegando que as declarações dos guardas de fronteira paquistaneses eram "totalmente falsas".

Na sexta-feira, um tiroteio foi registrado na fronteira entre os dois países durante um censo no Paquistão.

Uma primeira avaliação indicava a morte de oito civis, sete paquistaneses e um afegão.

sjd-mak-str-emh/ia/tm/lpt/pjl.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos