Leste do Canadá sofre com chuvas e inundações

Ottawa, 8 Mai 2017 (AFP) - A persistência das fortes chuvas e o aumento dos níveis dos rios em grande parte do leste do Canadá levaram o governo a triplicar o número de militares na região para ajudar na retirada de milhares de pessoas.

O prefeito de Montreal, Denis Coderre, declarou estado de emergência na cidade, o que permite impor a evacuação de áreas ameaçadas pelas inundações.

"As próximas 48 horas serão determinantes", disse Coderre.

O governo ordenou a retirada de moradores em Pierrefonds, na costa noroeste da ilha de Montreal, após a ruptura de três diques, o que elevou o nível das águas em áreas já muito inundadas.

A combinação de fortes chuvas e derretimento da neve provocou uma cheia dos rios de Ottawa a Montreal, o que gerou importantes desafios aos moradores já afetados por semanas de chuvas.

Mais de mil pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas na província de Quebec, a maioria em Gatineau, perto de Ottawa, informou o departamento de emergências provincial no domingo.

Quase 2.000 residências estão inundadas nos 130 municípios afetados da província e as autoridades solicitam a saída dos moradores.

Além de Montreal, o estado de emergência foi declarado em outros oito distritos.

Mas o primeiro-ministro de Quebec, Philippe Couillard, advertiu que o pior ainda está por vir.

"O nível da água seguirá aumentando nos próximos dois ou três dias", afirmou no sábado, após visitar a cidade de Rigaud, oeste de Montreal, alagada há mais de uma semana.

O ministério da Segurança Pública informou que as águas devem alcançar o pico nesta segunda-feira em Quebec.

bur-mbr/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos