Oito pessoas sequestradas são libertadas na Colômbia

Bogotá, 9 Mai 2017 (AFP) - As oito pessoas sequestradas no domingo em uma área de selva do noroeste da Colômbia, segundo as autoridades, pela guerrilha do Exército de Libertação Nacional, foram libertadas.

"Elas foram libertadas pela pressão da força pública", informou nesta terça-feira o presidente Juan Manuel Santos.

"Os oito sequestrados em Nóvita, Chocó, já estão em mãos de nossas tropas", escreveu o presidente em seu Twitter.

Na segunda-feira, o governo de Bogotá destacou que tais ações dificultam o diálogo de paz.

"As ações da Frente Ocidental do ELN em Chocó, sequestrando e delinquindo, dificultam enormemente as negociações de Quito", escreveu no Twitter Juan Camilo Restrepo, chefe da equipe negociadora do governo com o Exército de Libertação Nacional (ELN).

O governo de Juan Manuel Santos, que busca a paz completa após o acordo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), exige que o ELN suspenda os sequestros, algo negado pelo grupo rebelde.

Sete homens e uma mulher foram sequestrados no domingo em Sesegó, zona rural do remoto município de Nóvita, departamento de Chocó, por um grupo armado que as autoridades afirmam pertencer ao ELN.

O ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, informou na véspera que efetivos da força pública operavam na região contra o ELN.

ad/val/cn

Twitter

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos