Trabalhistas britânicos iniciam campanha com dúvidas sobre Brexit

Manchester, Reino Unido, 9 Mai 2017 (AFP) - O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, inaugurou oficialmente nesta terça-feira a campanha para as eleições legislativas de 8 de junho, mas logo se viu envolvido em uma polêmica por sua posição sobre o Brexit.

A primeira-ministra Theresa May adiantou as eleições de 2020 para junho próximo, com a intenção de aumentar sua maioria absoluta na Câmara dos Comuns e fortalecer sua posição antes de começar a negociar o divórcio da União Europeia (UE).

"Essas eleições não são sobre o Brexit", disse Corbyn em seu encontro em Manchester, no noroeste da Inglaterra.

"Esse tema está abandonado", acrescentou, confirmando que não haverá um segundo referendo.

"A questão agora é que tipo de Brexit queremos, e que tipo de país queremos que o Reino Unido seja depois do Brexit", ressaltou.

Corbyn, no entanto, se complicou quando, pouco depois, em uma entrevista à BBC, se negou em cinco ocasiões a responder "sim" ou "não" à pergunta sobre se o Reino Unido deixaria a UE caso ele ganhasse as eleições.

Uma fonte do partido explicou depois à AFP que não há dúvidas de que o país abandonará a UE, e que Corbyn respeita o resultado do referendo de 23 de junho de 2016.

Os conservadores de May aproveitaram a ocasião para criticar Corbyn por suas aparentes hesitações, e o ministro encarregado de negociar o Brexit, David Davis, insinuou que o líder trabalhista não é a melhor escolha para negociar com Bruxelas.

"A incoerência caótica da posição de Jeremy Corbyn sobre o Brexit, faria que os outros 27 países da UE o massacrassem nas negociações", afirmou Davis.

A última pesquisa publicada sobre as eleições de 8 de junho, elaborada pela ICM para o jornal The Guardian, revela uma intenção de voto de 49% para os conservadores, 27% para os trabalhistas e 9% para os liberal-democratas.

Trata-se da maior vantagem conservadora em uma pesquisa da ICM desde 1983.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos