China pede 'moderação' após lançamento de míssil na Coreia do Norte

Pequim, 14 Mai 2017 (AFP) - A China pediu neste domingo "moderação" poucas horas depois de a Coreia do Norte lançar um novo míssil de teste violando as resoluções da ONU.

"A China se opõe à violação por parte da Coreia do Norte das resoluções do Conselho de Segurança", disse o ministério chinês das Relações Exteriores em um comunicado. "Todas as partes envolvidas terão que dar mostras de moderação", acrescentou.

A Coreia do Norte lançou neste domingo um míssil balístico que percorreu cerca de 700 km antes de cair no mar do Japão, anunciou o exército sul-coreano.

A Casa Branca pediu a adoção de sanções "muito mais fortes" contra o regime de Pyongyang.

"Que esta última provocação sirva de chamado a todas as nações para implementar sanções muito mais fortes contra a Coreia do Norte", disse a Casa Branca em um comunicado.

O documento enfatiza que os Estados Unidos "mantêm seu compromisso ferrenho de permanecer junto aos nossos aliados ante esta séria ameaça que a Coreia do Norte apresenta".

Este é o segundo lançamento de um míssil nas últimas duas semanas e o primeiro desde que o novo presidente sul-coreano, Moon Jae-in, chegou ao poder.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos