Policial mulher é absolvida após matar negro desarmado nos EUA

Chicago, 18 Mai 2017 (AFP) - Uma agente branca da polícia da cidade de Tulsa, Oklahoma, foi absolvida depois de matar um cidadão negro desarmado, informaram nesta quinta-feira os meios de comunicação americanos.

A agente Betty Shelby enfrentava acusações por ter matado em setembro Terence Crutcher, de 40 anos, cujo carro havia quebrado em uma rua em Tulsa.

O júri deliberou durante nove horas antes de absolver Shelby, de acordo com a televisão local KFOR-TV.

Shelby disse que atirou em Crutcher porque temia por sua vida, acreditando que o homem estava pegando uma arma em seu veículo. As autoridades comprovaram que Crutcher não tinha armas.

Os promotores argumentaram que Crutcher não havia feito qualquer movimento agressivo, mas os advogados de Shelby disseram que ele havia ignorado as ordens da agente.

Em imagens de vídeo do incidente, Crutcher é visto com as mãos para cima, encostado em seu carro. Em seguida, ele é baleado no peito e cai no chão.

A morte, mais uma de uma série de assassinatos de negros desarmados pela polícia nos Estados Unidos, provocou protestos e aumentou as tensões em Tulsa.

A governadora de Oklahoma, Mary Fallin, pediu calma na quarta-feira à noite.

"Peço aos cidadãos de Oklahoma que respeitem o nosso sistema de justiça e, especialmente, os jurados, que ouviram as provas de ambas as partes no caso", disse em um comunicado.

"Aqueles que não concordam com o veredicto, têm o direito de expressar suas opiniões. Só peço que o façam pacificamente. Apelo aos cidadãos de Tulsa e os demais que mantenham a calma", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos