UE atrasa lançamento de quartel general militar após bloqueio do Reino Unido

Bruxelas, 18 Mai 2017 (AFP) - A União Europeia lançará "em questão de dias" seu quartel general militar, indicou a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, depois que o bloqueio britânico impediu o lançamento nesta quinta-feira por uma questão de nomenclatura.

"O problema de formação está, ao meu ver, terminado", declarou em coletiva de imprensa Mogherini ao final de uma reunião de ministros da Defesa em Bruxelas. "A partir de agora, é questão de dias. Falta concluir o projeto de um ponto de vista técnico", acrescentou.

Os 28 países do bloco aprovaram no fim de março a criação de uma estrutura para coordenar as missões de formação e treinamento de tropas locais que a UE realiza atualmente em Mali, Somália e República Centro-Africana, mas que Londres se opunha a chamar de "quartel general operacional".

O Reino Unido, que sempre se opôs a avançar a uma Europa da defesa, deseja que a cooperação em matéria militar passe pela Otan, organização à qual pertencem 22 dos 28 países do bloco junto a Canadá, Estados Unidos e Turquia, entre outros.

Nas conclusões adotadas nesta quinta-feira, os 28 se contentam em afirmar simplesmente que "esperam o estabelecimento efetivo, no curto prazo, de uma capacidade militar de planejamento e execução no seio do Estado-Maior militar da UE em Bruxelas".

Embora os demais países europeus tenham aceitado deixar de lado a controversa denominação, o bloqueio britânico continuou.

A criação desse quartel general faz parte da estratégia da UE de reforçar a cooperação militar entre seus países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos