Polícia de Bangladesh prende 27 jovens em operação contra homossexuais

Dacca, 19 Mai 2017 (AFP) - A polícia de Bangladesh prendeu 27 homens nesta sexta-feira em uma operação contra a homossexualidade no país conservador de maioria muçulmana, onde os relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo são considerados um crime.

O Batalhão de Ação Rápida (RAB), uma força de segurança de elite, informou que invadiu um centro comunitário na zona sul da capital Dacca donde os homens estavam reunidos.

Os policiais encontraram drogas e preservativos no local, afirmou o general Manzur, identificado apenas pelo primeiro nome e sua patente.

"Prendemos 27 pessoas por homossexualidade. São homossexuais. Estavam reunidos no local", afirmou à AFP.

O general completou que a polícia apresentará acusações contra os 27 homens, mas não especificou qual lei será utilizada.

Bangladesh criminaliza as relações homossexuais com uma lei do período colonial britânico que nunca foi revogada, mas que é adotada em poucas ocasiões.

Os gays e lésbicas sofrem grande discriminação em Bangladesh e outros abusos de seus direitos. Muitos são obrigados a esconder a identidade sexual e ter uma vida dupla por medo de represálias.

No ano passado, dois famosos ativistas LGBT, entre eles o editor da única revista gay do país, foram assassinados por islamitas extremistas vinculados à Al-Qaeda.

Muitos ativistas fugiram do país depois que receberam ameaças de morte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos